quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Provas de Mestrado e Doutorado

Aqui vão as questões de algumas provas que colhemos com os candidatos que passarm no mestrado de 2008 e 2009 da UFC em Sociologia e algumas provas da IUPERJ (Instituto Universitário de Pesquisa do Rio de janeiro) nas áreas de Sociologia e Ciência Política:


METRADO UFC 2003

            Dentre as quatro questões que se seguem, responda três, sendo que as duas primeiras são obrigatórias:

1.  Partindo da idéia segundo a qual não há neutralidade nas ciências sociais, pergunta-se: como o cientista social pode garantir a objetividade na produção do conhecimento?
[Responda, apoiando-se em um (ou mais) dos autores mencionados na bibliografia referida no edital alusivo a esta Seleção].

2.  Qual o tratamento teórico dado ao trabalho por Karl Marx e por Max Weber?

3. Levando em conta a estrutura de classes da sociedade brasileira, utilize os conceitos de burguesia nacional (Florestan Fernandes) e fundo público (Francisco de Oliveira), para analisar a “prioridade fome zero”, estabelecida pelo presidente eleito Luís Inácio Lula da Silva.

4. Com base nas argumentações de Sérgio Buarque de Holanda, em Raízes do Brasil, interprete a presença de práticas clientelistas, nas diferentes esferas da organização da sociedade brasileira contemporânea.

Observação: esta prova terá duração de 04 horas.


DOUTORADO UFC 2006



MESTRADO UFC 2008
1) Comente e relacione a metodologia nos clássicos (Durkheim, Marx e Weber)
2) Relacionar os autores da bibliografia com o seu tema de pesquisa e metodologia
3) comentar e relacionar o pensamento de Sérgio Buarque, em especifico, qual a relação entre família e estado em Sérgio Buaque (Sociologia brasileira).

MESTRADO UFC 2009

1. o pensamento sociológico clássico tem como referencia basica as transformações sociais advindas do capitalismo, no seculo XIX e inicio do de XX. Dentre as contribuições teóricas de Marx, Weber, e Durkheim, escolha duas delas e explicite sua lógica analítica destacando os conceitos fundantes...

2. discuta a dinâmica da pesquisa em ciênciais sociais, tomando como referência as indicações metodológicas de Pierre Bourdieu,Clifford Geertz, e Roberto Cardoso de oliveira.

3. Apresente uma reflexão sobre a formação da cultura brasileira, estabelecendo um dialogo com as interpretações de Brasil de Sergio Buarque e Gilberto Freyre.


DOUTORADO UFC 2011

01. Comente a concepção de sociedade e de indivíduo em Marx, Durkheim, Weber e Simmel, apontando as aproximações e diferenças que julgue significativas.


02. Tomando como referência as reflexões de Caio Prado Júnior, Gilberto Freyre e Sérgio Buarque de Holanda, discorra sobre “esfera pública” e “estratificação social” no Brasil contemporâneo.

03. A partir de autores da bibliografia, reflita sobre dilemas epistemológicos e éticos no processo de produção do conhecimento social, relacionando a reflexão com sua proposta de pesquisa.

Fortaleza, Ce, 03 de novembro de 2010.


MESTRADO UFC 2011
1.Faça uma analise sobre poder e conhecimento em Weber, Durkheim e Foucault.
2.Descreva os modos de vida e os modelos de sociabilidade à partir do capítulo 2 de O capital e da obra os parceiros do rio bonito, com fundamento nas novas formas de sociedade capitalista
3. Construa uma analise das ciencias sociais acerca da tematica da musica "a dívida" de autoria do Crocco (http://letras.terra.com.br/o-rappa/75737/), abordando a bibliografia indicada quando cabível

DOUTORADO CIÊNCIAS SOCIAIS UFRN 2011
QUESTÕES:
1) A produção da “cultura” constitui-se entre seres humanos por uma relação simultânea e
contínua de práticas que, ao mesmo tempo, os diferencia e os iguala. Comparar o
debate de Clifford Geertz e Terry Eagleton, acerca desse aspecto, com as análises de
autores clássicos das Ciências Sociais (Max Weber, Karl Marx, Émile Durkheim, Lévi-
Strauss).
2) Identificar e explicar de maneira articulada os principais conceitos trabalhados por Karl
Marx em O Capital (capítulos indicados).
3) No Brasil, autores como Sérgio Buarque de Holanda e Antônio Cândido inauguraram
perspectivas que revelaram novos olhares sobre nossa realidade. Dissertar sobre suas
principais contribuições teóricas e metodológicas e sobre o processo de apropriação dos
clássicos das Ciências Sociais que estes desenvolvem.
CRITÉRIOS PARA AVALIAÇÃO:
 Apresentação, clareza e definição correta de conceitos dos autores citados, pertinentes ao teor
da questão;
 Análise comparativa entre conceitos e autores;
 Definição de metodologias e sua localização histórica;
 Originalidade e capacidade de articulação;
 Domínio da língua portuguesa (estilo discursivo, gramática, vocabulário);
 Objetividade e poder de síntese.


_________________________________________________________________________________


PARA BAIXAR ESSAS PROVAS CLIQUE AQUI:
http://www.4shared.com/file/169412365/b8e7b67a/Provas_Seleo_mestrado_IUPERJ.html



INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Ciência Política e Sociologia


Exame de Seleção
1994

Prova Escrita
Tempo de duração: 5 horas


1ª Parte: Análise de estrutura lógica de texto. (duração de 1 hora)

O texto, em anexo, é jornalístico, gênero que necessariamente envolve a retórica, o bom estilo e o anedótico. Contudo, é possível detectar no texto um argumento central. Faça um sumário do texto, procurando isolar tal argumento, bem como suas premissas e conclusões.
(Fonte: Revista Veja, 06/07/94)


2ª Parte: Redação de um ensaio. (duração de 4 horas)

Defina o que entende por um processo de democratização e estabeleça se a noção é ou não pertinente para dar conta analítica de eventos relevantes da história brasileira recente. Considere, além do mais, as seguintes dimensões:

!) a distribuição de renda e de riqueza;

2) a persistência de relações tradicionais de status em contexto de rápida modernização social;

3) as taxas de participação eleitoral;

4) a violência urbana, e

indique se e quanto elas são importantes em um processo de democratização, tal como definido, e para o processo de democratização no Brasil, se este for o caso.



INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política




Exame de Seleção
1995



Prova Escrita
Tempo de duração: 5 horas




Questão:

Discuta as principais transformações sociais e políticas ocorridas no Brasil a partir das décadas de 70 e 80, chamando atenção para suas principais causas e consequências. Sugere-se menção aos seguintes temas:

a) Estrutura social e desigualdades;
b) Estabilidade Política e Governabilidade;
c) Complexidade social e participação política.




INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO - IUPERJ
PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM SOCIOLOGIA E CIÊNCIA POLÍTICA


EXAME DE SELEÇÃO
1996

Prova Escrita
Tempo de Duração: 5 horas

Questões:

1) Escolha uma entre as três questões de natureza teórica listadas abaixo.


1a) Examine as diversas formas pelas quais Durkheim e Marx tratam da relação entre Sociedade e Divisão Social do Trabalho.

1b) Compare a noção de desencantamento do mundo, tal como discutida em “A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo” de Weber, com a maneira pela qual Tocqueville analisa a influência da democracia sobre a vida intelectual e os sentimentos dos norte-americanos.

1c) À luz das leituras de Dahl, Przeworski e Esping-Andersen discuta diferentes modelos de Democracia Política Contemporânea.



2) Escolha uma entre as três seguintes questões acerca da Sociologia Brasileira.


2a) Discuta o estatuto teórico do patrimonialismo no Brasil em Raymundo Faoro, Simon Schwartzman e José Murilo de Carvalho.

2b) Analise as relações entre sociedade e instituições políticas no Brasil a partir das contribuições de Oliveira Vianna e Victor Nunes Leal.

2c) Descreva as grandes linhas das transformações sociais no Brasil desde o pós-guerra até 1980. Discorra sobre a conexão entre padrões de mobilidade e desigualdades sociais.







INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política



Seleção 1997

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)



I. Responda a uma das duas questões abaixo:


a) O indivíduo ocupa lugar central na teoria social de Weber e de Durkheim, mas por razões diversas. Em um caso o indivíduo é o motor das transformações sociais; no outro, as individualidades são resultado dessas transformações. Explique essa diferença.


b) As relações entre as classes, a centralização político-administrativa, a natureza das crenças e ideologias, e o papel dos intelectuais são alguns dos fatores que estão na origem da Revolução Francesa e do Bonapartismo, tal como estudados por Tocqueville e Marx, respectivamente. Identifique as características dos dois fenômenos – a Revolução Francesa e o Bonapartismo – e esclareça o lugar dos fatores acima referidos no tipo de explicação adotada por cada autor.




II. Responda a uma das duas questões abaixo:


a) Discuta a noção de modernização em Sérgio Buarque de Holanda, Oliveira Vianna e Wanderley Guilherme dos Santos. Dê especial atenção:

1 - ao processo de diferenciação social;
2 - à incorporação dos trabalhadores (escravos e/ou homens livres na
Sociedade em modernização;
3 - às suas consequências para a modernização política e social.


b) Discuta o processo de formação e desempenho dos partidos políticos brasileiros no período 1945-64. Enfatize os seguintes aspectos:

1 - o papel do Estado;
2 - possíveis associações com fatores sociais, tais como: urbano/rural, classes e diferenças de renda.



Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política

Seleção 1998





Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)



I - Responda uma questão do conjunto abaixo:


1- Considerando a literatura sobre coronelismo, patriarcalismo e patrimonialismo, em quaisquer de suas definições, discuta em que região do quadrângulo de Robert Dahl esses sistemas ou modelos se situariam e porquê?

2- Admitindo-se que a produção de um bem publico pode ser empreendida privadamente, quais as condições para que isso ocorra seja por um indivíduo altruísta, seja por um egoísta ? E uma vez produzido este bem público, por que a existência do "carona" se torna um problema para a ação coletiva ? (Lembre-se que no texto recomendado na bibliografia foi usada a seguinte notação: "benefício ou bem público"=Bp; "benefício ou bem privado"=bp; "custo de produzir um benefício ou bem privado"=Cbp; "custo de não produzir
um benefício ou bem público"=Cnbp).

3- Parte importante da literatura contemporânea de ciências sociais afirma ser o comportamento individual a unidade básica de análise. Entretanto, existem diferentes formas de entendimento da ação individual para a promoção da ordem sócio-política. Exponha algumas destas formas, assim como suas implicações para a análise social a partir dos textos de Elster e Boudon.

II – Responda uma questão do conjunto abaixo:


1- Tal como descrito por Vitor Nunes Leal, o coronelismo era um sistema, um arranjo societário em que todos saíam ganhando: governantes, porque se reproduziam no poder por meio dos votos controlados pelos coronéis; coronéis, porque o sistema lhes assegurava, dos governantes, recursos materiais e de poder que permitiam o controle estrito sobre suas clientelas; e clientelas, porque, depauperadas e incultas, tinham no coronel o benfeitor que lhes "dava" condições mínimas de sobrevivência. Por esta análise, o sistema parecia fechado o suficiente para perpetuar-se. Mas isto não se deu. Que razões centrais são apontadas por Leal, Maria Isaura Pereira de Queiroz e José Murilo de Carvalho para a derrocada do coronelismo no país ?

2- A democracia representativa é fenômeno relativamente recente. A experiência dos Estados Unidos da América, da Europa Ocidental, e dos países da América Latina hoje considerados democráticos é bastante diversificada. Ciclos de autoritarismo e democracia ou trajetórias políticas estáveis são algumas das possibilidades encontradas na história desses diferentes países. Discuta esta diversidade de experiências de acordo com a bibliografia sugerida.



Prova Escrita – 1999
(Tempo de Duração: 5 horas)


1ª Questão: obrigatória

Compare as perspectivas de Oliveira Vianna e Vitor Nunes Leal sobre ordem pública e ordem privada no Brasil.




2º Questão: Escolha uma das questões abaixo.

a) Compare a forma como Bourdieu e Boudon analisam a relação entre educação e estratificação/modalidades sociais.

b) Compare a noção de método em Durkhein e Weber.

c) Em que medida a obra de Polanyi pode dar conta daquilo que Harvey chama de “condição pós-moderna”.



INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política


Seleção 2000

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)



1. Escolha uma das questões abaixo:


a) Caracterize o que em Weber se enuncia como padrão autodestrutivo da racionalização social.


b) Como Durkheim fundamenta a questão da racionalidade no trânsito da forma mecânica para a forma orgânica da solidariedade social?


c) Após exposição da lógica da ação coletiva na visão de Olson, explique porque a arrecadação de impostos pelo Estado não pode depender da obediência espontânea dos cidadãos.



2. Escolha uma das questões abaixo:


a) Confronte o entendimento do liberalismo paulista tal como se expressa em Simon Schwartzman e Florestan Fernandes.


b) Discuta os impactos produzidos pelo presidencialismo de coalizão, na linha do trabalho de Figueiredo e Limongi, e pela judicialização da política, tal como aparece no livro de Werneck Vianna e alii, sobre a prática da democracia no Brasil contemporâneo.


c) Faça uma análise das transformações na estrutura social brasileira, enfatizando os processos de mobilidade e os aspectos da desigualdade social e racial.

3. Responda a questão abaixo.

Em 1912, o Titanic, em sua primeira viagem cruzando o atlântico, bateu em um iceberg e afundou. Alguns passageiros escaparam do navio em botes salva-vidas, mas muitos morreram. Pense no desastre do Titanic como um experimento sobre como as pessoas naquela época se comportavam quando enfrentavam uma situação na qual apenas alguns podem escapar. As informações sobre quem sobreviveu e quem morreu é a seguinte (os dados ignoram alguns poucos passageiros a respeito dos quais a situação econômica é desconhecida):

Homens Mulheres
Status Morreram Sobreviveram Morreram Sobreviveram
Alto 111 61 6 126
Médio 150 22 13 90
Baixo 419 85 107 101
Total 680 168 126 317

Analise estes dados na forma que achar conveniente. O que você pode dizer a respeito da sociedade daquela época a partir desta análise?



INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política



Seleção 2001

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)


1) Discuta a relação entre Cidadania e Classe Social em Marx e Marshall.


2) Escolha uma das duas questões abaixo:

a) Qual a relação entre Taxas de Sindicalização e Poder Sindical em duas vertentes da literatura selecionada?

b) Como pensar a relação entre Corporativismo e Liberalismo na História Republicana Brasileira?


3) Escolha uma das duas questões abaixo:

a) Como se poderia articular Processos de Centralização Administrativa e Democracia a partir de Giddens e do Pensamento Social Brasileiro Clássico?

b) Como se articulam Mudança Social e Institucionalização Política no Pensamento Social Brasileiro?



INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política



Seleção 2002

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)


1) Tendo como referência os textos de Dahl, Habermas e Weber, discuta a noção de democracia a partir dos eixos da institucionalização, representação e espaço público.


2) Escolha uma das duas questões abaixo:

a) Compare a forma pela qual Gilberto Freyre e Florestan Fernandes examinam o processo de modernização brasileira ao longo do século XIX.

b) Discuta a relação entre o público e o privado em Maria Sylvia de Carvalho Franco e Victor Nunes Leal.

3) Escolha uma das duas questões abaixo:

a) Discutir, utilizando os textos de Wanderley Guilherme dos Santos e Gláucio Ary Dillon Soares, o processo de construção institucional democrática no Brasil.

b) Com base na bibliografia sugerida, discuta a articulação entre estrutura social e instituições políticas no processo de democratização no Brasil.





INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política



Seleção 2003

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)



1) O welfare state pode ser pensado como um estado de compromisso entre capital e trabalho, baseado na tríade crescimento econômico, pleno emprego e distribuição de renda via políticas sociais. Discuta esse arranjo tendo em vista a experiência internacional e a especificidade do caso brasileiro.


2) Uma disjuntiva definidora dos debates teóricos desde o século XIX é a relação entre vida social e ação política, esta última adquirindo lógica própria em alguns autores, que postulam a autonomia do político. Examine pelo menos três autores em que este problema aparece de forma relevante.


3) Segundo uma interpretação corrente, o Brasil é um país de história lenta, em que as transformações econômicas e sociais estiveram por muito tempo sob controle estatal e de elites pouco comprometidas com os valores de mercado. Outra visão, também presente na literatura, vê no mercado (ou na ordem social competitiva) um elemento revolucionário das relações tradicionais de poder, apontando para a modernização crescente das relações sociais no país. Discuta essas duas abordagens, privilegiando as tensões e relações entre tradição e modernidade no Brasil.


INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política



Seleção Mestrado - 2004

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)



1) Responda uma das questões abaixo:

a) “Agrade ou não a certos teóricos, o fato é que a sociedade humana não é homogênea, que os homens são diferentes física, moral, intelectualmente; queremos estudar aqui os fenômenos reais, portanto devemos levar em conta esse fato.” (Vilfredo Pareto, Trattato di Sociologia Generale, 1923).
Como a afirmativa de Pareto pode ser analisada à luz das interpretações de Rousseau e de Sen sobre as desigualdades sociais?

b) Os livros de Charles Tilly e Barrington Moore são exemplos de análises sobre a dimensão temporal de processos sociais. Que mecanismos sociais são utilizados por esses dois autores para explicar os regimes políticos resultantes desses processos?

c) Karl Marx e Friedrich Engels, em célebre passagem do Manifesto, representaram o capitalismo como um processo invencível e dotado do atributo de revolucionar o conjunto da vida social: à sua passagem, nenhuma relação social permanece intocada e inalterada. Karl Polanyi, em registro distinto e posterior, considera o mesmo processo, a cujos efeitos aplica a imagem de "moinho satânico", da autoria do poeta William Blake.
Procure combinar as abordagens de Marx-Engels e Polanyi na caracterização da grande transformação e de suas implicações para a reconfiguração da sociedade.



2) Responda uma das questões abaixo:

a) Os Alemães, de Norbert Elias, e O Antigo Regime e a Revolução, de Alexis de Tocqueville, são textos que possuem múltiplas faces e vias de entrada. Uma delas diz respeito ao papel das crenças na configuração da vida social. Trata-se de um dos ângulos mais fecundos de ambas as obras. Destaque e considere os argumentos, presentes nos textos, que lidam com o problema sugerido.

b) Tendo em vista as leituras enumeradas no edital, compare o que Marx e Tocqueville têm a dizer sobre a revolução. Quais as diferenças principais e quais os pontos de concordância dos pensamentos desses dois autores?

3) Responda uma das questões abaixo:

a) Discuta comparativamente o que Florestan Fernandes e Carlos Hasenbalg têm a dizer a respeito do impacto da modernização e da industrialização sobre a discriminação do negro na sociedade brasileira.

b) Com base nos textos de Oliveira Vianna e Sérgio Buarque de Holanda, discuta as características do individualismo brasileiro e suas repercussões para a instituição de uma ordem democrático-liberal.





INSTITUTO UNIVERSITÁRIO DE PESQUISAS DO RIO DE JANEIRO
Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política

Seleção Mestrado - 2005

Prova Escrita
(Tempo de duração: 5 horas)


I) Responda à questão abaixo:

Desigualdade e pobreza foram tradicionalmente mensuradas em termos de renda. Discuta como os trabalhos de Sen e Putnam, contribuem, cada um a seu modo, para a revisão deste enfoque.


II) Escolha apenas uma das duas opções abaixo e responda:

a) Transformações globais recentes motivaram determinados sociólogos a repensarem a questão da modernidade. Discuta o tema à luz das contribuições de Harvey e Giddens.

b) Compare as concepções de Marx e Stuart Mill sobre a natureza da ordem política.


III) Escolha apenas uma das duas opções abaixo e responda:

a) Compare as análises de L. A. Costa Pinto e O. Nogueira sobre a situação da população negra no após-Abolição. Comente o tratamento que esses dois autores dão ao preconceito racial.

b) Analise o desempenho do sistema político brasileiro contemporâneo segundo as contribuições de Figueiredo e Limongi, e Werneck Vianna, Carvalho, Melo e Burgos.


Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Ciência Política
Seleção Mestrado – 2006
Prova Escrita

Observações:
 Tempo de duração: 5 horas. Tolerância de 15 minutos para preenchimento do questionário.
 Prova a caneta. Não serão aceitas provas a lápis.
 Não colocar o nome na prova. Somente o número de inscrição. Caso não saiba favor consultar com o examinador.

Escolha 3 (três) das 4 (quatro) questões abaixo e responda:

1) Em seu livro Peças e Engrenagens das Ciências Sociais (1994) Jon Elster afirma que para ter plausibilidade, a teoria social deve se valer de uma explicação de como suas previsões se dão a partir “da ação e interação dos indivíduos” (Elster, 1989: 13). Partindo desta idéia examine como O. Vianna e Robert Michels fundamentam suas argumentações.

2) Considerando que na “Ciência e Política como Vocação” Max Weber associa a atividade política a um conflito irredutível de valores. Estabeleça uma conexão com o tratamento dispensado ao conceito de república por Maquiavel nos “Comentários sobre a Primeira Década de Tito Lívio”.

3) Compare as avaliações feitas por J. J. Rosseau e B. Constant a cerca da relação entre liberdade e propriedade.

4) Contraste a interpretação de Vitor Nunes Leal sobre a relação entre centro e periferia na vida política brasileira, com aquela oferecida por Tocqueville a respeito da democracia na América.






Seleção Mestrado – 2008
Prova de Escrita


Observações:

 Tempo de duração: 5 horas. Tolerância de 15 minutos para preenchimento do questionário.
 Prova a caneta. Não serão aceitas provas a lápis.
 Não colocar o nome na prova. Somente o número de inscrição. Caso não saiba favor consultar com o examinador.


Responda (2) duas das questões abaixo:


1. Considerando a bibliografia indicada, apresente sua avaliação a respeito das concepções objetivas e subjetivas da desigualdade brasileira.

2. Considerando a bibliografia indicada, compare a perspectiva TEÓRICA de Pierre Bourdieu e Anthony Giddens.

3. Considerando a bibliografia indicada, aplique a discussão de Lijphart à democracia brasileira.

Um comentário:

Obrigado pela sua observação ;)